“A MÃE DE TODO O METAL” REVELA TUDO

“Uma crítica disse que éramos ‘garotas tentando agir como garotos’. Ela entendeu errado. Éramos garotas tentando ser melhores que os garotos. E eu estava determinada a fazer todos entenderem isso”.

“A primeira heroína da guitarra do rock pesado” – Washington Post

“Lita Ford é a guitarrista mais rock’n’roll que já ouvi. Nenhum músico, homem ou mulher, ficou melhor com uma Hammer Explorer do que ela.” – Slash

“O relato da vida da única garota roqueira que tocava guitarra, mas que podia destruir os caras.” – Rolling Stone

Empunhando sua inconfundível guitarra preta, Lita Ford destruiu os estereótipos de mulheres na música ao longo dos anos 1970 e 1980. Começou na primeira banda de rock feminina do mundo, The Runaways, depois partiu para uma carreira solo, conquistou um álbum de platina e dividiu o sucesso com Ramones, Van Halen, Mötley Crüe, Bon Jovi, Def Leppard, Poison e outros - e deu a Ozzy Osbourne seu primeiro sucesso no Top 10. Depois disso, a mãe do metal viveu mais de uma década de silêncio e escuridão, um casamento tumultuado que a deixou com a sensação de estar aprisionada e também isolada da cena do rock - e, de forma mais trágica - alienada de seus dois filhos. Mas ela não estava preparada para ir embora dos palcos definitivamente.

Vivendo como uma Runaway é um mergulho transparente, eletrizante e, por vezes, devastador nas fantasias e na – frequentemente muito dura – realidade do rock’n’roll e da vida. Lita Ford revela a trajetória de uma pioneira que transformou rivais desconfiados ou assustados em colegas. E hoje é celebrada como “a primeira heroína da guitarra do rock pesado” (Washington Post).

“Lita Ford, a arrasadora guitarrista da primeira banda de rock feminina do mundo, The Runaways, conta sua notável história em Vivendo como uma Runaway, um livro de memórias musicais cheio de aventuras.” - PARADE

“Divertido, muitas vezes hilário... Deliciosamente detalhado... Ilimitado.” - PHILADELPHIA INQUIRER

“Ford é uma contadora de histórias surpreendentemente habilidosa... Ela escreve de forma pungente.” - LOS ANGELES TIMES

“Ninguém aproveitou mais a vida que a cantora de heavy metal Lita Ford.” - NEW YORK POST

Tradução: Aline Naomi Sassaki

 

• Prazo para postagem: 15 dias úteis após a comprovação do pagamento.

VIVENDO COMO UMA RUNAWAY

R$50,00
VIVENDO COMO UMA RUNAWAY R$50,00
Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$150,00
Entregas para o CEP:

Frete grátis a partir de R$150,00

“A MÃE DE TODO O METAL” REVELA TUDO

“Uma crítica disse que éramos ‘garotas tentando agir como garotos’. Ela entendeu errado. Éramos garotas tentando ser melhores que os garotos. E eu estava determinada a fazer todos entenderem isso”.

“A primeira heroína da guitarra do rock pesado” – Washington Post

“Lita Ford é a guitarrista mais rock’n’roll que já ouvi. Nenhum músico, homem ou mulher, ficou melhor com uma Hammer Explorer do que ela.” – Slash

“O relato da vida da única garota roqueira que tocava guitarra, mas que podia destruir os caras.” – Rolling Stone

Empunhando sua inconfundível guitarra preta, Lita Ford destruiu os estereótipos de mulheres na música ao longo dos anos 1970 e 1980. Começou na primeira banda de rock feminina do mundo, The Runaways, depois partiu para uma carreira solo, conquistou um álbum de platina e dividiu o sucesso com Ramones, Van Halen, Mötley Crüe, Bon Jovi, Def Leppard, Poison e outros - e deu a Ozzy Osbourne seu primeiro sucesso no Top 10. Depois disso, a mãe do metal viveu mais de uma década de silêncio e escuridão, um casamento tumultuado que a deixou com a sensação de estar aprisionada e também isolada da cena do rock - e, de forma mais trágica - alienada de seus dois filhos. Mas ela não estava preparada para ir embora dos palcos definitivamente.

Vivendo como uma Runaway é um mergulho transparente, eletrizante e, por vezes, devastador nas fantasias e na – frequentemente muito dura – realidade do rock’n’roll e da vida. Lita Ford revela a trajetória de uma pioneira que transformou rivais desconfiados ou assustados em colegas. E hoje é celebrada como “a primeira heroína da guitarra do rock pesado” (Washington Post).

“Lita Ford, a arrasadora guitarrista da primeira banda de rock feminina do mundo, The Runaways, conta sua notável história em Vivendo como uma Runaway, um livro de memórias musicais cheio de aventuras.” - PARADE

“Divertido, muitas vezes hilário... Deliciosamente detalhado... Ilimitado.” - PHILADELPHIA INQUIRER

“Ford é uma contadora de histórias surpreendentemente habilidosa... Ela escreve de forma pungente.” - LOS ANGELES TIMES

“Ninguém aproveitou mais a vida que a cantora de heavy metal Lita Ford.” - NEW YORK POST

Tradução: Aline Naomi Sassaki

 

• Prazo para postagem: 15 dias úteis após a comprovação do pagamento.